Page 4 - Fevereiro / Março 2019
P. 4

04  VIV AV O Z • númer o 32
           F ever eir o/Mar ç o de 2019
              EDITORIAL



       intervenção do Estado.               Governador e o CH da Casa Civil), em visita   ASOFBM, não fazem parte do seu quadro
              Hoje, somos protagonistas indis-  de cortesia que realizaram à ASOFBM.  Associativo, contribuindo com 1% de seus
       pensáveis, não somente para as Corpora-     As pautas entregues foram:   proventos, e respeitamos suas razões para
       ções de Militares Estaduais gaúchas, mas   1-Manutenção da Integralidade e paridade   tanto, mas lhes digo que estamos com
       para os de todo Brasil. Face a nosso prota-  entre ativos e inativo;     nossos braços abertos para recebe-los e que
       gonismo e trabalho irretocável, no Congres-  2-Conversão do modelo remuneratório para   serão efetivamente muito bem-vindos).
       so Nacional e na elite dirigente do país. Lá   Subsídio;                         Para fazer face aos desafios e cus-
       estamos, pela ASOFBM, pela FENEME,   3-Instituição da Gratificação por acúmulo   tos. (sim, aos custos. Pois hoje o custo de se
       também hoje como ontem, combatendo o   de função;                        manter, por exemplo, Oficiais em Brasília,
       bom embate, e forçoso é reconhecer, sem   4-Reposição da Inflação acumulada no   na defesa de nossos interesses, é totalmente
       fazer nenhum favor, o mérito de Oficias que   período;                   bancado com muita parcimônia, pela ASO-
       nos orgulham, como o Ten Cel Marcelo   5-Encaminhamento de PL para viabilizar o   FBM. Assim, uns tantos contribuem, para o
       Specht e o Maj Roger Vasconcellos.   ingresso regular na Carreira;       benefício de todos).
              Talvez possa até se dizer: “Mas,   6-Apresentação de PEC para elevar ao      A esse respeito, como dentre vá-
       isso é um Editorial!”. Sim, de fato é. Mas,   nível Constitucional a carreira jurídica dos   rios Estados, que além da carreira Jurídica
       precisamos conhecer o trabalho de pessoas,   Oficiais, e                 para seus Oficiais, exigem formação em
       que sacrificam seu lazer, suas famílias, por   7-Enfoque do Governo Estadual para que   algum curso do ensino superior, para o
       amor acendrado à Brigada.            os Hospitais da Brigada Militar, (Porto Ale-  ingresso como soldado, também estaremos
              A maturidade da entidade de   gre e Santa Maria), atendam plenamente as   gestionando para a elevação da exigência do
       Classe ASOFBM é a soma da qualificação   carreiras de Segurança Pública.  nível superior para ingresso, nas fileiras das
       de seu quadro social. Assim, iniciamos      Estamos conscientes e trabalhan-  Corporações Gaúchas. De fato, isso já é rea-

       esse 2019, fortalecidos e honrados com o   do com denodo e afinco. Pois, temos o dever   lidade, mas de fato e não de Direito. Dentre
       conhecimento e experiência que temos   de bem representar nosso quadro associa-  as carreiras de Estado, como a Polícia Civil,
       amealhado na lutas pelas causas nobres,   tivo, visto que os integrantes desse quadro   a Susepe e o IGP, já de há muito é exigido o
       conhecimento que recebemos de cada um   esperam uma entidade forte, unida e labo-  nível superior. Não poderemos jamais nos
       dos senhores e senhoras Oficiais da Ativa,   riosa, para fazer frente à defesa dos direitos   desnivelar, certamente nivelando por baixo,
       Reserva e Reformados, de cada Associado e                                como hoje acontece, sendo com exclusi-
       de seus representantes, tanto nos Conselhos                              vidade, a única a exigir nível médio e não
       Fiscal e Deliberativo, quanto dos homens e                               superior.
       mulheres que carregam a ASOFBM, no seu                                           Assim, contem conosco, ASO-
       dia a dia nas lutas que nunca dão trégua,                                FBM e Presidente Beck! Que como indica
       que são nossos Diretores.                                                o nome, que pela pronuncia, faz a defesa de
              Nessa edição os Senhores(as), vão                                 nossos ideários, contando com a qualifi-
       conferir, além de reportagens e artigos,                                 cação elevada dos nossos sócios e de uma
       que revelam a qualidade técnica e o alto   Presidente da ASOFBM, Cel Marcos Paulo   equipe de Diretores unida, coesa e devotada
       gabarito de nossos Oficias, Brigada e Bom-  Beck, em solenidade comemorativa ao   a causa brigadiana e a dos nossos irmãos
                                                                 Dia do Inativo.
       beiros, vamos ler pautas como As Lições de                               amigos e camaradas Bombeiros.
       Brumadinho, da lavra do Ten Cel Rodrigo   e prerrogativas da Carreira, conquistados
       Dutra, Diretor ASOFBM e Sub Chefe da   com muito suor, trabalho e sacrifícios (in-  Cordiais saudações
       Defesa Civil do RS. Também pautas em que   felizmente há ainda um grupo considerável
       a ASOFBM contribui com o novo Governo,   de Oficiais da Carreira de Nível Superior,   Cel Marcos Paulo Beck
       entregues pessoalmente (Governador, Vice   que embora usufruindo das conquistas da   Presidente da ASOFBM
   1   2   3   4   5   6   7   8   9